A Vida é OpenSource

Muito antigamente, você juntava todas as suas economias e comprava um computador. Logo em seguida, comprava uma penca de programas para executar em seu computador e tudo isso era maravilhoso. Hoje, não só comprar um computador ficou mais barato (com linhas de financiamento e incentivos fiscais do governo) como também não é necessário mais comprar programas para seu computador pois boa parte deles são gratuitos e livres.

Note bem a diferença: gratuito significa que você não tem que pagar pelo seu uso. Livre, significa que você é livre para distribuir (copiar) o programa e fazer modificações nele. Essas modificações são fundamentais para o avanço tecnológico hoje. Não estamos mais presos ao que um programador ou uma empresa acha sobre como devemos usar nosso computador. Nós mesmo podemos modificar nossos programas favoritos ou utilizar modificações feitas por quem saiba fazê-las de forma a atender nossas necessidades individuais.

Para que essa liberdade exista, o programa tem que ser OpenSource, ou seja, a sua programação, a forma como foi construído, os seus ingredientes, sejam abertos, vistos por qualquer um. O OpenSource virou quase que sinônimo de modernidade tanto que a Microsoft, maior empresa de informática de código fechado do mundo, cogita tornar OpenSource algumas de suas ferramentas.

Mas o OpenSource existe muito antes de entusisastas como Larry Wall ou Richard Stallman. O OpenSource existe, neste universo, há cerca de 3 bilhões de anos atrás. A vida é OpenSource desde seus primórdios. Temos então como o primeiro código fonte a molécula de DNA.

Dupla hélice do DNA

O DNA é um polímero, um coletivo de monômeros, algo que se assemelha a peças de LEGO® encaixadas uma após a outra. Enquanto computadores falam binário, a vida fala uma linguagem quaternária, representada por quatro moléculas chamadas bases nitrogenadas, que são: Citosina, Guanina, Adenina e Timina. Por uma questão de simplificação, utilizamos apenas a primeira letra de cada uma dessas bases para representá-las.

O DNA é uma fita dupla onde essas bases sempre se pareiam entre si. Toda Guanina de uma fita irá efetuar pontes de hidrogênio (m.q. ligação) com uma Citosina da fita complementar e vice-versa. Da mesma forma, toda Adenina irá parear com as Timinas da fita complementar. Então sempre teremos códigos aos pares: CG e AT. Essa duplicidade do código fonte da vida tem inúmeras vantagens. Quando houver algum erro ou algum dano, podemos conferir a fita complementar. Se por acaso perdermos uma base e observarmos que na sua fita complementar temos um T, saberemos que a base faltosa é uma Adenina.

O significado desse código é muito simples: proteínas, que são polímeros de aminoácidos. Cada três bases vizinhas em uma mesma fita significam um aminoácido. Por exemplo, as bases TCG significam o aminoácido Cisteína. Como podemos pegar qualquer organismo, isolar seu DNA e ler as bases que o compõe, conseguimos saber que proteínas ele é capaz de produzir. E isso tem um impacto tremendo.

Se você tivesse uma doença causada por bactérias, seu médico receitaria um antibiótico. Se fosse por fungos, um fungicida, por vermes, um vermicida. E quando a sua doença está no seu DNA ? Que remedio ele receitaria ? Como a vida é OpenSource e livre, podemos ler seu código e modificá-lo. Se o gene (trecho do DNA que confere uma característica ao organismo) da insulina de um indivíduo não funciona corretamente, ele será diabético. Ao invés de tomar injeções de insulina diariamente, por que não pegar um gene, um trecho de DNA normal para insulina e incorporar neste indivíduo para que ele naturalmente produza insulina ?

É nesse caminho que a Biologia está trilhando. Doenças antes incuráveis como diabetes, Mal de Parkinson ou a predisposição a certos tipos de câncer podem ser reparados em definitivo. Basta corrigir o trecho do DNA que provoca estas doenças e o processo para isso é bastante inusitado.

Os vírus são o terror da plataforma Windows e um dos agentes mais eficazes da migração da plataforma Windows para Linux, que é livre de vírus. Os vírus que afetam seres vivos basicamente o fazem alterando o DNA do hospedeiro. As aftas que de vez em quando podem surgir em nossa boca é em decorrência de um tipo de vírus. Ele ao infectar nossas células introduz em nosso DNA humano o DNA viral que fica latente, aguardando um momento propício. Assim que nossa imunidade baixa, esse DNA viral é lido pelas nossas células como um DNA qualquer e elas mesmo produzem as aftas dentro da boca como se fosse uma ação natural qualquer do nosso organismo.

O que estão tentando hoje é utilizar todo este know-how do vírus de invadir e modificar o DNA em nosso favor. Vírus como o HIV ou o da Herpes são excelentes modificadores de DNA. A idéia é pegar estes vírus, remover por manipulações no DNA viral os genes responsáveis pelas doenças que estes vírus causam e substituir por versões corrigidas do DNA humano. Ou seja, este HIV modificado ao invés de provocar a AIDS irá provocar a correção da produção de insulina em um diabético.

Se a vida é regida por uma licença, esta é BSD*. Qualquer um pode patentear e nos vender nosso próprio DNA. Ou pior, como o conhecimento sobre a manipulação de vírus está crescendo, não é impossível hoje que doenças virais sejam criadas e disseminadas propositalmente para que depois o antídoto seja vendido.

Nitidamente o futuro da humanidade é OpenSource. Desde a tecnologia acessível a todos de uma forma responsável, colaborativa e de qualidade até a cura de doenças antes incuráveis. Mas para que o caminho certo seja seguido, a sociedade tem que exercer um papel de vigilância constante. Da mesma forma que temos lutar contra a patente de softwares que castra o crescimento do Software Livre, temos que lutar para que os avanços da terapia genética sejam considerados de tamanha importância que também não possam ser patentiados ou utilizados para fins desumanos.

Você pode gostar...

83 Resultados

  1. neveslopes disse:

    Estou simplesmente impressionado com a qualidade das informações do seu post. Excelente mesmo. Jogou luz sobre muitos ponto para mim. Parabéns por discertar tão didaticamente e mostrando as relações intrínsecas entre os dos temas.

  2. Og Maciel disse:

    Grande artigo Kurt! Me trouxe lembrancas da epoca que tudo que eu fazia era involvida na area de bioquimica! Posso sugerir que voce escreva sobre o BLAST e outras ferramentas usadas no campo?

    Abracos,

    Og

  3. Não questiono a parte informática do artigo, mas não posso, como diabético a 10 anos, de esclareçer o seguinte:

    “Se o gene (trecho do DNA que confere uma característica ao organismo) da insulina de um indivíduo não funciona corretamente, ele será diabético. Ao invés de tomar injeções de insulina diariamente, por que não pegar um gene, um trecho de DNA normal para insulina e incorporar neste indivíduo para que ele naturalmente produza insulina ?”

    Ao que deu a entender a leitura, pareceria facil implementar o DNA corrigido em T O D A S as celulas do organismo. Impraticavel pelo número de células existentes. Tem-se como opção hoje transplantar as Ilhotas de Langerhans ou o transplante do pancreas (o primeiro mais seguro e o segundo em demasia arriscado). Bom, transplantar não e recriar o DNA.

    Por outro lado, o que encaixaria corretamente no seu artigo, seria as pesquisas sobre as células tronco, pois elas sim, podem ter seu DNA modificado e da mesma forma se reproduzirem virando praticamente qualquer tecido ou célula. O grande intuito mesmo é usar as células-tronco para que se forme estas ilhotas (Langerhans islets para quem quiser procurar em ingles.) e as mesmas serem implantadas. Um comentário adicionalmente politico é que este desenvolvimento está freiado, por conta de leis que proíbem a manipulação das células tronco, por motivos aparentemente moralistas. Ai pergunto, a liberdade está aonde se não pudermos analizar e modificar para nossas necessidades?

  4. KurtKraut disse:

    ### CONSIDERAÇÕES IMPORTANTES ###

    Em resposta a alguns comentários, eu gostaria de frisar que esse texto é uma *SIMPLIFICAÇÃO* tremenda sobre o DNA para aproximá-lo da informática para que não tomasse muito tempo/espaço para leitura. Tanto que entidades importantes como o RNA sequer foram mencionadas.

    Portanto, agradeço a preocupação de alguns comentários em preencher certas lacunas mas gostaria de frisar que jamais me propus em um texto tão pequeno abordar todo o universo do DNA.

    Responendo ao Leandro Silva, uma injeção no pâncreas de vírus modificados com o gene da insulina corrigido seria possível sim. Tanto que já existe o chamado ‘dopping genético’ onde injeções com vírus/DNA artificiais no músculo de atletas induzem a hipertrofia do músculo. Se a injeção cair em grande quantidade na corrente sangüína, a atuação será tão generalizada que irá provocar um ataque cardíaco. Portanto, essa terapia genética por vírus é bastante específica, bastante localizada.

    A idéia de trabalhar com esses vírus manipulados surgiu na década de 60, e a pressa em desenvolver essa tecnologia foi tão grande que migaram para testes em cobaias humanas muito antes do ideal e portanto já tivemos desde infecções de HIV/Hepers até a morte de algumas cobaias huamans voluntárias.

    Esse susto freiou o desenvolvimento da terapia genética que aos poucos, com mais responsabilidade está voltando a caminhar.

    Quanto as leis moralistas, isso é um problema local que se equivale a leis ou projeto de leis locais contra o software livre: elas artificialmente impedem/restrigem algo que é naturalmente livre. É uma liberdade tomada, porém, não inexistente. E no Brasil a legislação permite o estudo com embriões humanos sim.

    Mas a terapia genética seria uma boa alternativa para esses entraves religiosos/legais/moralistas pois não envolvem células-tronco nem conflitos dessa ordem.

    Abraços,

    KurtKraut

  5. Marise disse:

    Porque o diabetico apresenta hálito de maçã? O que faz aparecer esse odor? seria possível apresentar isso em fluxograma? Todos os passos

  6. raquel disse:

    Adorei a analogia e simplesmente, não precisamos entender muito bem de nenhum dos dois assuntos para perceber quanto é importante lutarmos pela liberdade e o avanço do nosso país.
    Parabéns pelo artigo!

  7. Bernardo Lage disse:

    Muito bom o texto, a forma com que uma coisa se liga é outra é interessantíssima. Gostei muito da analogia.. Ta de parabéns por ter “entremeado” tão bem os dois assuntos.

  8. Valquiria disse:

    Achei que a comparação entre genética e informática foi bastante superficial, planificando dois assuntos complexos e abrangentes.

  9. Ramon disse:

    Muito bom o texto, e a analogia que foi feita é muito coerente, poucos conseguem simplificar um assunto tão complexo numa explicação objetiva, e inteligível até para leigos no assunto.

  10. Roberta disse:

    Bem interessante o texto, discorre de forma acessível a um público mais leigo e nem por isto deixa de ser bastante inteligente.

  11. Lucas Pereira Guastaferro disse:

    Olha, sinceramente eu não achei tão interessante assim. Apesar da semelhança ser muito bem explicitada entre o DNA e os códigos-fonte dos programas, uma coisa é uma coisa e outra coisa é outra coisa. Pessoas leigas podem achar que é exatamente isso, e não é.

  12. Jefferson disse:

    As comparaçõe feitas pelo autor, são muito bem definidas e equilibradas, fazendo uma crítica aos modos burocraticos, em que a tecnologia não era estabelecida e ofertada à todos, diferentemente nos dias de hoje onde as informaçãoes viajam com a velocidade de um clique, e a cada dia a tecnologia esta mais disponível. Isso sim e democracia virtual, porém a sociedade tem que exercer um papel de vigilância constante, para garantir essa tal democracia!

  13. Rossine Simões Batista disse:

    A analogia que foi feita é muito coerente, poucos conseguem simplificar um assunto tão complexo numa explicação objetiva, e inteligível até para leigos no assunto.As comparaçõe feitas pelo autor, são muito bem definidas e equilibradas, fazendo uma crítica aos modos burocraticos, em que a tecnologia não era estabelecida e ofertada à todos, diferentemente nos dias de hoje onde as informaçãoes viajam com a velocidade de um clique, e a cada dia a tecnologia esta mais disponível. Isso sim e democracia virtual, porém a sociedade tem que exercer um papel de vigilância constante, para garantir essa tal democracia!

  14. Fábio Kunoh disse:

    A mudança de sistemas pagos para o open-source é um fluxo inevitável. Mas também, é inevitável que esse seja um processo que demore um certo tempo e que a mudança nunca seja completa. Isso se aceleraria se as grandes empresas criadoras de programas tomassem uma atitude pró-open-source. Mas como o dinheiro corre mais na investida empresarial (onde corre o dinheiro de verdade), onde o sistema dominante é o windows essa é uma mudança que nunca vai ocorrer tão rápido quanto desejam os amantes dos pinguins.

  15. Diogo Lopes disse:

    Parabéns pelo artigo Kurt!

    Escrita fácil, onde torna-se fácil a compreensão do tema para os mais leigos. Nada melhor do que usar analogias para explicar um assunto complexo como este.
    Além disso, podemos interpretar uma crítica na questão burocrática da tecnologia, quando esta não estava ao alcance de todos.
    Texto curto, simples e direto, porém com muito conteudo.

  16. Jihrane Santos disse:

    Acho a idéia do opensource bem interessante e concordo com o colega Fabio Kunoh quando fala dos interesses que existem atrás dos programas privados e pagos. Tem muito dinheiro envolvido. Não é e não será um processo fácil o da utilização de softwares livres. Gostei da analogia que o autor fez com a genética, mas acho que o assunto vai muito além disso. É necessário uma maior divulgação do uso “livre” do computador.

  17. Alexandre Francisco H. de Melo disse:

    Achei incrível a forma como o tema foi abordado. Assim, qualquer um é capaz de entender o conteúdo a ser transmitido. Este poderia ter sido abordado de forma complicada, confusa e entediante, porém foi tratado de forma simples, prazeirosa e prática. Torço para que esta idéia do opensource continue disseminando, assim como o vírus no organismo (ou no computador!). Parabéns!

  18. Renato Juca disse:

    Acho muito nobre da parte dos desenvolvedores do opensource, uma vez que todos eles tornaram possivel que muito mais pessoas tivessem acesso à softwares que seriam inviaveis para certas pessoas do ponto de vista financeiro.

  19. Arthur Cherem disse:

    A comparacao feita com o DNA, a genética é muito interessante. Muito bom o artigo, de fácil compreensão para quem não entende do assunto, como eu. A idéia do opensource é bastante interessante também, buscando um maior desenvolvimento da tecnologia e que ela possa atingir a todos.

  20. leandro S. |Dorneles disse:

    Acho a idéia do opensource bem interessante,quando fala dos interesses que existem atrás dos programas privados e pagos.Não é e não será um processo fácil o da utilização de softwares livres. Gostei da analogia feita com a genética, mas podemos dizer que o assunto ainda vai alem disso. Há uma necessidade de maior divulgação ao acesso de softwares livres.

  21. Thiago de Paula Garcia Caixeta disse:

    O texto é muito bom, a começar pelo título. Concordo plenamente com o seu ponto de vista e também acredito que o futuro da humanidade seja OpenSource. O conhecimento deve, sim, ser compartilhado entre todos, seja na medicina, na engenharia ou nas ciências humanas.
    Excelente analogia entre Software Livre e a molécula de DNA.

  22. Juliana disse:

    Adorei o texto, achei as relações e analogias que você faz, bem interessantes. Essas tecnologias OpenSource é importante para o avanço da tecnologia, do mundo.

  23. Lincoln Araújo disse:

    Sou leigo no assunto, mas consegui com facilidade compreender a idéia passada pelo texto. Você está de parabéns por esse post. Como já foi dito em um dos comentários: poucos conseguem simplificar um assunto tão complexo quanto esse e torna-lo compreensível da forma que você o fez. Mais uma vez, parabéns.

  24. Marcone de Souza Faria disse:

    Gostei da analogia feita, o texto ficou claro e minhas posições sobre o beneficio do software livre mais solidificadas, virei um entusiasta da coisa, afinal liberdade democrática, seja em que situação for, é sempre um assunto que me deixa feliz e me faz sentir mais humano e participativo. Acho a luta em defesa do software livre uma luta de implicações não só da tecnologia, mas também uma luta por uma participação mais real, verdadeira e eficiente de todos em prol de causas comuns, o que na comparação feita com o código genético deu um efeito forte no sentido de cada defender o que é e deve ser livre por sua própria natureza. OpenSource e progresso, vamos balançar essa bandeira.

  25. Thiago de Freitas Faria disse:

    Muito bom o artigo, fazendo uma boa analogia entre dois temas muito discutidos atualmente, o que facilita a um leitor o entendimento de um tema, a partir do outro, caso ele não entenda o primeiro.
    O OpenSource tende a trazer grandes benefícios, como programas cada vez melhores e mais simples de usar, de modo que todos possam ter um acesso fácil à eles, ampliando seu conhecimento, e em alguns casos, ajudando a melhorá-lo.

  26. Estou iniciando meus conhecimento sobre software livre. Ainda sei pouco sobre o assunto. Mas gostaria de registrar que a linguagem dos usuários do software livre é o inglês. Por que dizer “open source” no texto deste blog e não utilizar o bom e desprestigiado português utilizando o termo “código aberto”. Há que se pensar na questão ética do uso de um idioma ao alcance de todos, o que não é o caso do inglês e valorizar a lusofonia.

  27. Os meus conceitos relacionados à software livre ainda estão em formação e depois de ler o seu texto as coisas se esclareceram um pouco mais. Não posso deixar de elogiar a analagia feita com conceitos genéticos. Muito interessante.

    Se a microsoft começou a disponibilizar programas no formato Opensource é questão de tempo até que isso se torne uma constante na empresa.

  28. Interessante a analogia entre a biologia e o OpenSource, gostei bastante de ler o texto. Concordo inteiramente que o futuro da comunicação (e, consequentemente, da humanidade) esteja no OpenSource; a informação já foi democratizada e a demanda por ela tende a apenas crescer. Felizmente, parece um caminho sem volta.

  29. Achei incrível a maneira como o autor conduz o raciocínio da informática para a biologia. Concordo plenamente com a posição dele perante ao tema, sou contra esse tipo de patente, já que não servem para nada mais que alimentar o espírito capitalista das empresas.

  30. karina rouwe disse:

    Gostei do texto, embora ainda não entenda muito sobre o assunto, acho que a relação entre genética e software livre é pertinentes. Acho que a gratuidade e a liberdade que esses programas oferecem devem ser superiores as dificuldades que encontramos durante o aprendizado

  31. Elvis Carlos disse:

    Achei muito criativo a forma de abordar a criação e o aperfeiçoamento dos softwares livres. Não entendo mito bem dos assuntos abordados, assim não posso fazer uma crítica muito específica e objetiva. Ler o artigo me remeteu as inumeras aulas de biologia nos tempos do colégio e as aulas de C++ do Senai. Gostei!!!!

  32. Muito bom esse texto,principalmente a comparaçao entre a parte da biologia com a tecnologia,sendo que essas duas areas estão bastante ligadas no mundo atual.Agora a respeito do futuro da counicaçao nada podemos saber,pois pode ser que sempre precisaremos mais de evoluçoes mas isso pode mudar totalmente de rumo com outras tecnologias melhores e maiores.Mas o progresso é sempre bom na mnha opinião.

  33. Realmente a mudança para open-source está mostrando para as empresas de software fechado que os programas do open estão se tornando melhores e mais funcionais devido à colaboração de muitos desenvolvedores pelo fato de qualquer um poder alterar os programas open-source. Os programas de código fechado procuram tanto manter o sigilo de seus códigos que acabam não conseguindo evoluí-los de forma a agradar ao usuário.

  34. Elza Plascak disse:

    Fenomenos como o crescimento da cultura Open Source podem ser equiparados á relação do ser humano e o conhecimento, a contestação. Historicamente podemos notar que a partir do momento que o individuo torna-se mais apto a manejar as estruturas ao seu redor, ele automaticamete se apropria do poder e “know-how” para manipula-las, ou até contesta-las, a serem feitas de outro modo. Assim é a cultura dos programas livres certo? Anteriormente, o fato de consumirmos softwares era considerado uma maravilha, mas a partir do interesse e manejo de individuos, o ganho do “know-how” em tais softwares permitiu-se que fossem elaboradas mudanças em seus codigos e possibilitou uma abertura para molda-los as nossas necessidades. Isso é incrivel e pode ser notado em todos os campos do conhecimento!!!

  35. Thales disse:

    Fiquei surpreso com a qualidade das informações e ainda mais com as comparações realizadas, se a máquina mais perfeita do mundo pode ter seu código fonte alterado com o objetivo de melhorá-lo porque um programa qualquer tem que ser engessado de tal maneira que suas funcionalidades não podem ser alteradas pelas próprias pessoas que o utilizam.

  36. Guido disse:

    Com esses paralelos que foram feitos, começa a ficar mais clara a ideia do que seja OpenSource. Ou, pelo menos, a diferença de softwares livres para patenteados… Muito bom o artigo para leigos como eu!!!

  37. Felipe disse:

    Parabens pelo texto!

  38. Alysson Marcius Roberto disse:

    Curiosa a analogia.
    O ideário de liberdade, sempre inerente ao ser humano e que eclodiu em numerosas revoluções mais uma vez se faz valer. A sociedade moderna tem consciência daquilo a que está presa. Isso parece ter sido desencadeado já nos primórdios do romantismo, e agora se insere na tecnologia.

  39. Caro Kurt,
    Achei muito interessante a comparação entre o nosso DNA e programas de computador.Voce conseguiu exclarecer os dois assuntos sem que precisamos saber profundamente nenhum deles.Por fim, gostaria de acrescentar que acredito que seja muito benéfica a possibilidade de mudarmos nossos genes e progamas de computador, entretanto é necessario uma grande fiscalização para evitar que tal possibilidade seja utilizada pra fins maléficos.

  40. Luiza disse:

    Excelente texto! Muitas idéias interessantes! O OpenSource realmente nos deu liberdade para manejarmos os programas de acordo com nossos próprios interesses. Nem sempre uma empresa de computadores sabe o que melhor irá satisfazer seus clientes. A forma como usamos nossos programas de computadores varia de acordo com o que você deseja fazer e como fazer. Com o OpenSource cabe a nós mesmos encaminharmos os programas segundo nossa própria vontade. Muitas vezes, a simplificação do modo como se usa um programa, pode torná-lo mais acessível à pessoas que tem dificuldade no ramo da informática. Mas é claro que essa ”tecnologia de liberdade” deve ser usada com conciência em todos os ramos. De forma alguma a manipulação, seja de DNA viral ou de programas de computador, devem se tornar um entrave às nossas gerações. Não devem haver patentes que bloqueiam o desenvolvimento dos softawares nem manipulações virais que visam fins lucrativos com prejuízos à saúde da população.

  41. Quero ressaltar e parabenizar a clareza do texto apresentado. Independente se a analogia foi corretamente aplicada entre software livre e genética, achei o texto bastante esclarecedor. Não possuo conhecimentos em ambos os assuntos, porém, o texto discorre, de forma clara, simples e objetiva, as vantagens do software livre, sua concepção e os possíveis problemas que o envolve. Achei excelente a idéia de explicar sobre OpenSource através de exemplos da biologia!

  42. Jessica Dutra disse:

    Muito bacana o texto, a comparação de dois assuntos aparentemente diferentes. Simples e objetivo são as características nele encontrados, fazendo uma ligação entre o corpo humano e Software. Parabéns !

  43. Apesar de concordar contigo em que nosso destino seja “viver uma vida opensource”, não penso que seja tão nítida a inevitabilidade desse caminho.
    De qualquer modo, é mesmo fato que a tecnologia TEM de se democratizar, se difundir, criar raízes em lugares variados, para se firmar e realizar o que ela melhor faz (Desenvolver-se!).
    É uma boa perspectiva.
    Texto de ótima leitura. Abraços !

  44. Concordo com o fato de que o OpenSource representa modernidade, segurança e liberdade para a humanidade. Ratifico, confirmo e defendo todas estas posturas.
    Entretanto, descordo do fato de que o DNA seja opensource, porque não há documentação sobre o DNA. Não sabemos o que representa todos os trechos do código, não temos compiladores de DNA e muito menos uma linguagem de alto nível para representar o código genético.

  45. Gostei da analogia com o DNA e os conhecimentos da Biologia. E ainda, aprendi algo que não sabia: a plataforma Linux é livre de vírus. Essa semana mesmo tive resistência ao me oferecerem um computador com o sistema Linux. Preciso rever meus conceitos e rasgar o véu de representações que a Microsoft ainda significa em nossa sociedade.

  46. Infelizmente a grande barreira para tanto o software livre quanto à manipulação genética seja o conteúdo gasto para o desenvolvimento de tais, haja vista que estamos num mundo famigeradamente capitalista. As boas intenções, bem como o produto de tais padrões são bem claras, são indiscutíveis, como o texto comunica. Resta saber onde se encaixará entre o idealismo e capital.

  47. Fernanda disse:

    A anologia feita pelo autor foi muito bem definida,adoro seus textos e como ele explicita seus pensamentos; poucas pessoas conseguem simplifcar um assunto tão complexo!
    Parabéns Kurt!

  48. Victor disse:

    A maneira com que ele expõe seus pensamentos e idéias é muito interessante, é mais fácil de entender e ainda se adequa em situações reais de nossas vidas.Gostei muito!

  49. Realmente muito interessante a análise comparativo entre softwares e DNA humano. A idéia da liberdade de se criar aquilo que mais lhe agrada e atende à sua própria necessidade é fantástica, sem contar a evolução tecnológica que isso pode ocasionar, uma vez que isso é feito por todos e não por alguns poucos que precisam de um conhecimento muito avançado para faze-lo. Uma vez que qualquer um pode implementar alternativas aos seus programas para atender as próprias necessidades. OpenSource parece ser mesmo o futuro.

  50. Como uma novata em assuntos relacionados ao mundo Open Source, apreciei bastante a analogia a um tema mais tangível como a biologia. Entretanto, uma vez que considero algumas simplificações presentes nos texto relativas ao status do tratamento de doenças genéticas perigosas, especialmente quando não se destaca o quão -infelizmente- distantes estes novos tratamentos ainda se encontram de nossa realidade. O futuro da informação é Open source, mas questiono como simples usuária o status presente desta tecnologia, com seus softwares ainda muitas vezes de difícil utilização e incompatibilidade com outros pacotes.

  51. Lucas Alves disse:

    Parabéns pelo excelente artigo! Realmete é muito interessante essa analogia netre OpenSource e Biolagia. Isso ajuda muito a desenvolver uma visão destes mais clara de ambos os conceitos. Agora eu realmente acho que o Sofware livre é algo positivo para a sociedade.

  52. Davi Queiroz disse:

    Muito interessante a maneira como faz as analogias entre os assuntos, impressionante forma de deixar claro um assunto que poderia ser de difícil compreensão.
    Parabéns

  53. Breno Sales disse:

    Muito criativa e intuitiva esta analogia, realmente percebo que a relação entre código e a vida em si, vai muito além de softwares e plataformas, é uma maneira nova de pensar, uma evolução em toda sociedade, compartilhar é tornar cada vez mais poderosa e completa uma ferramenta seja qual for o propósito dela.
    Se a natureza desenvolveu a vida em codigo aberto, porque não desenvolver nossas tecnologias da mesma maneira. Brilhante ideia!

  54. Achei muito interessante como este texto foi escrito de uma forma muito clara. Lembrei das minhas aulas de Biologia , essa ciencia experimental por excelencia, em que o biologo e um cientista e um tecnico, que observa os seres vivos diretamente ou por meios de instrumentos especias, lembrei das bases nitrogenadas, em que a adenina combina com a timina e a citosina combina com a guanina, enfim, concordo quando ele disse que se a vida é regida por uma licença, esta é BSD*. Qualquer um pode patentear e nos vender nosso próprio DNA. Ou pior, como o conhecimento sobre a manipulação de vírus está crescendo, não é impossível hoje que doenças virais sejam criadas e disseminadas propositalmente para que depois o antídoto seja vendido. Com certeza devemos combater as patentes destes softwares que atrapalham o crescimento dos softwares livres. O texto realmente me fez refletir em algo em que eu nao tinha muito interesse, vejo que o acesso ao software livre deve crescer consideralvelmente nos proximos anos. Muito interessante quando ele diz que Nitidamente o futuro da humanidade é OpenSource. Desde a tecnologia acessível a todos de uma forma responsável, colaborativa e de qualidade até a cura de doenças antes incuráveis. Mas para que o caminho certo seja seguido, a sociedade tem que exercer um papel de vigilância constante.

  55. O OpenSourse esta cada vez mais presente em nossa vida, tecnologia acesível a maioria da população e que ajuda em diversas descobertas.

  56. O OpenSource esta cada vez mais presente em nossa vida, tecnologia acesível a maioria da população e que ajuda em diversas descobertas.

  57. Regiane disse:

    Gostei bastante do seu texto. Tb acredito que o futuro da humanidade é opensource, pq assim temos mais pessoas que podem tentar solucionar um problema de sistema, o que torna td mais rápido; outras (ou até nós mesmos) que podem trabalhar na melhoria de um programa; o que permite q não tenhamos que esperar longos períodos até q uma nova versão sejá lançada. Além de termos mais conhecimento sendo compartilhado.

  58. E bem interessante ver que foi necessario um codigo livre para que a nossa propria evolucao biologica fosse possivel, acredito que o mesmo ocorrera com os softwares livres

  59. Braulio disse:

    Incrível este texto, consegue expor as idéias de maneira simples e clara! Muito didático e acessível a todos. Faz analogias de fácil entendimento e muito boas.

  60. Achei o texto bem interessante. Possuo conhecimentos na área de Opensource e achei que ficou deixou claro a idéia pra quem é leigo, graças ao uso da comparação com a biologia.
    Acredito que realmente o futuro é opensource, como foi citado no texto. As empresas proprietárias não poderão fazer frente ao software livre, pois são inúmeros colaboradorees em todo mundo, contribuindo cada vez mais para o avanço do software livre. O código aberto é vantajoso até para as empresas como a Microsoft, pois contar com a ajuda de terceiros para a correção de problemas, por exemplo, pode ser muito benéfico.

  61. Meus conhecimentos em relação a “Open-source,” ou Software livre sao bem superfíciais, mas gostei muito da comparação entre genética e o assunto abordado no seu post. Acredito que tanto na ciência como também na informática, o mundo caminha para a superação dos padrões atuais e para o fim da monopolização de conhecimentos e tecnológias. A open-source, me parece um caminho inevitável, trazendo como resultado a democratização maior das informações. Mas como tudo na vida tem dois lados, devemos prestar atenção para que essa abertura na comunicação não traga mais problemas do que benefícios ao sistema.

  62. a comparação entre o mundo do software e a biologia permitiu com que tivéssemos muitos avanços. Algoritmos computacionais baseados na observação de fenomenos genéticos sempre foram bem aceitos na resolução de problemas de varredura de uma região do espaço definida por uma função. Creio que a analogia proposta é também válida e permitirá que haja evolução dos sofwares em geral.

  63. O uso de analogias objetivando uma maior compreensão de temas que muitas vezes ainda são de pouco conhecimento por parte das pessoas ( por exemplo eu mesma ), acaba sendo um facilitador além de despertar a curiosidade e interesse diante do “mundo” do software livre.

  64. Felipe Silva disse:

    Realmente a sociedade tem que exercer um papel de vigilância contra a patente de softwares e a patente de avanços na terapia genética. Você conseguiu simplificar dois temas complexos e ainda fazer uma analogia entre eles. Adorei. Parabéns.

  65. Muito interessante a analogia feita entre Software Livre e DNA. Isso ajuda às pessoas terem uma melhor visão do que é um OpenSource e quais os benefícios que ele pode trazer a todos nós.

  66. Achei o texto bastante interessante pois conseguiu relacionar assuntos a princípio sem nenhuma ligação, mas que se mostraram comuns diante da necessidade de divulgação e expansão do conhecimento. Se o nosso próprio organismo está escrito em código aberto porque não o fazê-lo com os demais recursos que facilitam a nossa vida e nos dão mais conforto e qualidade de vida, como os programas de computador. Felizmente parece que estamos caminhando para um mundo de conhecimento e cultura mais democráticos e livres.

  67. Gostei de como a analogia foi apresentada. Um assunto como esse realmente necessita de uma abordagem assim para ser explanado. Aliás, não entendo muito bem do assunto utilizado na comparação também, mas a comparação foi feita tão bem, que aprendi um pouco de cada um deles! Obrigado.

  68. Interessante a analogia entre a biologia e o OpenSource, gostei bastante de ler o texto. O OpenSource tende a trazer grandes benefícios, como programas cada vez melhores e mais simples de usar, de modo que todos possam ter um acesso fácil à eles, ampliando seu conhecimento, e em alguns casos, ajudando a melhorá-lo.

    Abç, Rossine s. Batista

  69. Interessante a analogia entre a biologia e o OpenSource, gostei bastante de ler o texto.
    O OpenSource tende a trazer grandes benefícios, como programas cada vez melhores e mais simples de usar, de modo que todos possam ter um acesso fácil à eles, ampliando seu conhecimento, e em alguns casos, ajudando a melhorá-lo.

    Rossine Simões Batista

    • Achei o artigo bem interessante.

      Através de uma analogia, foi possível expressar em uma linguagem corriqueira ideias sobre um tema complexo: o OpenSource.

      Parabéns por fomentar a discussão sobre software livre em nosso país!

  70. Kurt,

    Gostei do modo em que argumentou sobre o Open Souce.Fazendo analogia com a biologia ainda o texto ficou excelente.OpenSource é realmente o futuro.Até a Microsoft parece que começou a abrir os olhos…

  71. Suellen disse:

    Adorei! O texto,em geral,fala da necessidade de mudança e adaptação que todo ser humano tem, pois cada um é único e tem suas necessidades. Isso é refletido em todos os aspectos da vida. Acredito que ainda chegará o dia em que a humanidade não se preocupará tanto com o lucro mas sim com o bem estar em geral, comum a todos, não só direcionado a uma classe social mais elevada.

  72. Gostei bastante do texto, esse paralelo entre a construção/melhoria/correção de um software e a composição do DNA casou bastante. Penso que a idéia dos softwares OpenSource e livres são a tendência das ferramentas que utilizaremos no futuro, cada vez mais os usuários se qualificarão para que cada um otimize/personalise o software que utiliza. Como no caso dos softwares livres, os pesquisadores também divulgam os resultados das pequisas envolvendo o DNA’s proporcionando o conhecimento a todos nos dois casos.

    Dirceu Evangelista da silva Pereira.

  73. Gostei bastante do texto, esse parelelo entre a formação/modificação do DNA e os softwares OpensSource livres foi muito pertinente. Penso que a tendência é que os softwares livres e modificáveis sejam cada vez mais utilizados. Os usuários cada vez mais vão se qualificar e se envolver na modificação/customização das ferramentas utlizadas. Esses usuários “expertos” como os pesquisadores da área de formação e correção dos DNA’s defeituosos tem muito a contribuir com a sociedade, pois divulgam suas melhorias/pesquisas para que todos possam se beneficiar.

    Dirceu Evangelista da Silva Pereira.

  74. Achei muito relevante e interessante a comparação entre biologia e computação. O OpenSource está ganhando cada vez mais espaço e sua usabilidade está saindo antes de um pequeno grupo para ser utilizado por toda a sociedade. Acredito que quanto mais opção tivermos para realizar uma determinada tarefa, melhor será, seja ela opensource ou não.

  75. Achei muito interessante como este texto foi escrito de uma forma muito clara. Lembrei das minhas aulas de Biologia , essa ciencia experimental por excelencia, em que o biologo e um cientista e um tecnico, que observa os seres vivos diretamente ou por meios de instrumentos especias, lembrei das bases nitrogenadas, em que a adenina combina com a timina e a citosina combina com a guanina, enfim, concordo quando ele disse que se a vida é regida por uma licença, esta é BSD*. Qualquer um pode patentear e nos vender nosso próprio DNA. Ou pior, como o conhecimento sobre a manipulação de vírus está crescendo, não é impossível hoje que doenças virais sejam criadas e disseminadas propositalmente para que depois o antídoto seja vendido. Com certeza devemos combater as patentes destes softwares que atrapalham o crescimento dos softwares livres. O texto realmente me fez refletir em algo em que eu nao tinha muito interesse, vejo que o acesso ao software livre deve crescer consideralvelmente nos proximos anos. Muito interessante quando ele diz que Nitidamente o futuro da humanidade é OpenSource. Desde a tecnologia acessível a todos de uma forma responsável, colaborativa e de qualidade até a cura de doenças antes incuráveis. Mas para que o caminho certo seja seguido, a sociedade tem que exercer um papel de vigilância constante.

  76. Texto bastante claro e objetivo. Trata e relaciona dois temas de certa maneira complexos com a leveza que o tema deve ser disseminado entre os menos habituados.

    De qualquer forma, analogia bastante positiva e que aponta para o futuro das relações sociais e médicas em nosso dia-a-dia. E é importante ressaltar que não se trata de resultados para daqui 50 anos. Já é possível vê-los agora.

  77. O texto é bem interessante, porem tendo a questionar ainda algumas questões sobre o software livre.
    Infelizmente a linguagem a qual é programada, ainda é de grande complexidade para o usuário final, sendo assim, estaríamos com uma grande ferramenta nas mãos e sem conhecimento suficiente para manuseá-la.
    Gosto e simpatizo com o conceito de software livre por atender as necessidades individuais de cada um porem ainda é necessário facilitadores de interface deste ambiente, para que o usuário final consiga manuseá-la sem dificuldade.

  78. O texto é bem interessante, porem tendo a questionar ainda algumas questões sobre o software livre (opensource).
    Infelizmente a linguagem a qual é programada, ainda é de grande complexidade para o usuário final, sendo assim, estaríamos com uma grande ferramenta nas mãos e sem conhecimento suficiente para manuseá-la.
    Gosto e simpatizo com o conceito de software livre por atender as necessidades individuais de cada um porem ainda é necessário facilitadores de interface deste ambiente, para que o usuário final consiga manuseá-la sem dificuldade.

  79. Barbara Lana disse:

    Realmente a analogia entre a biologia e o OpenSource são muito interessantes. Assim se torna mais fácil de entender como funcionam programas, que estaram cada vez melhores. As pessoas necessitam ter acesso facil à informações e com softwares livres se torna bem menos complicado.

  80. Gostei muito do texto, acho interessante esse uso de analogias par tentar simplificar esse mundo das linguagens de programadores e usuários assíduos de internet.
    Comparar com o DNA me parece uma grande sacada, visto que é um assunto muito discutido atualmente, e apesar da simplicidade como é citado no texto, a maioria de nós sabe de sua complexidade e da necessidade de muito estudo para compreendê-lo e manipulá-lo.
    Da mesma forma, eu penso, pode=se explicar a tecnologia de programação e códigos OpenSource, mesmo que conhecer e manipular tais códigos não seja coisa para qualquer um.

    Muito bom o texto.

  81. O opensource bem interessante e concordo quando falam dos interesses que existem atrás dos programas privados e pagos. Há muitos recursos financeiros e lucros envolvido. Provavelmente será um caminho árduo para uma ampla utilização de softwares livres. A analogia que o autor fez com a genética foi muito pertinente. É necessário uma maior divulgação do uso “livre” do computador. Inclusive o título está bom!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *